• Thiago Zanotto

Chuvas de fevereiro e março superam o dobro da média histórica em Peruíbe


Com a trégua das chuvas Luiz Maurício determina atenção especial na manutenção dos bairros

A Baixada Santista foi surpreendida nos meses de fevereiro e março de 2019 com grandes volumes de chuvas. Segundo dados da Defesa Civil do Estado, foram quase 1.200 mm de água neste período em Peruíbe, mais que o dobro da média histórica - fevereiro (269,9 mm) e março (258 mm).


Diversos bairros sofreram com alagamentos. A Prefeitura acolheu dezenas de famílias desabrigadas que receberam alimentação, produtos de higiene, roupas e atendimento médico. Uma grande campanha de doação mobilizou a população.


O prefeito Luiz Maurício acompanhou os trabalhos desde as operações de resgate até a volta dos moradores para suas residências. “Criamos uma operação força-tarefa reforçando a limpeza e manutenção das áreas mais atingidas com serviços de lavagem das vias, desobstrução de valas e galerias, tapa-buracos e retirada de materiais com o caminhão cata-treco”.


O chefe do Executivo ressalta que os serviços de zeladoria são realizados continuamente e que o excesso de lixo descartado irregularmente contribui para a formação de pontos de alagamentos.


Com a trégua das chuvas, Luiz Maurício determinou atenção especial na elaboração do cronograma dos serviços de manutenção nos bairros. A ordem foi dada durante reunião com o vice-prefeito e secretário de Obras, André de Paula, e com a equipe responsável pela zeladoria da cidade.

0 visualização

© 2019 | PREFEITO LUIZ MAURÍCIO

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Flickr - Círculo Branco